Primeira 'cidade provisória' de Porto Alegre será inaugurada nesta quinta para receber desabrigados por enchentes, diz governo

  • 10/07/2024

Estrutura terá capacidade para receber entre 848 pessoas. Em Canoas, moradias provisórias foram inauguradas na semana passada e já contam com mais de 300 moradores. Cidade provisória vai ser inaugurada em Porto Alegre Governo do RS/Divulgação O governo do estado confirmou para esta quinta-feira (11) a inauguração do primeiro Centro Humanitário de Acolhimento (CHA) de Porto Alegre. Também conhecidos como "cidades provisórias", os espaços acolherão as pessoas desabrigadas pelas enchentes que assolaram o Rio Grande do Sul durante o mês de maio até que casas definitivas sejam construídas. Na cidade, há 929 pessoas fora de casa recebendo acolhimento em 19 alojamentos provisórios. 📲 Acesse o canal do g1 RS no WhatsApp A nova estrutura fica atrás do Centro Vida, localizado na Avenida Homero Guerreiro, Zona Norte da Capital. Ele tem capacidade para atender de 848 pessoas, que devem começar a chegar ainda na quinta. O Centro Vida é um centro de atividades e eventos que já abriga cerca 400 pessoas temporariamente. A estrutura do CHA da Capital será diferente da de Canoas, onde casas modulares cedidas pela Organização das Nações Unidas (ONU) foram montadas. Cidade provisória vai ser inaugurada em Porto Alegre Governo do RS/Divulgação A infraestrutura é a mesma utilizada em hospitais de campanha e outras estruturas emergenciais instaladas pelo poder público e pela iniciativa privada durante a pandemia de Covid-19: são 122 unidades modulares, em formato de tenda e sustentadas por estruturas metálicas. Divisórias internas foram montadas para definir os espaços ocupados por cada família – com o objetivo de garantir privacidade. Elas estão dispostas em uma área de 9 mil m². As unidades estão distribuídas em alas. Cada ala será dividida em sete dormitórios masculinos, sete dormitórios femininos, 96 unidades para grupos familiares de até cinco pessoas, seis unidades para grupos familiares de até 10 pessoas e seis dormitórios LGBTQIA+ para até oito pessoas cada, além de 50 berços. Cidade provisória vai ser inaugurada em Porto Alegre Governo do RS/Divulgação O dormitórios estão equipados com beliches, cama de casal e/ou de solteiro e berços, conforme a necessidade de cada ala. A estrutura da CHA conta banheiros, refeitório, lavanderia coletiva, berçário, fraldário, posto médico, policiamento 24h, ambientes multiuso e espaços para crianças, além dos serviços de água, saneamento, energia elétrica e internet. Cidade provisória vai ser inaugurada em Porto Alegre Governo do RS/Divulgação Também haverá assistência médica e social, atividades de integração e apoio psicológico e acompanhamento por psicopedagogos e pediatras especializados em desenvolvimento infantil para as crianças. Segunda cidade provisória inaugurada Essa é a segunda cidade provisória a ser inaugurada no estado. A primeira foi em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre. No local, estão abrigadas 357 pessoas. Ele deve atingir sua capacidade máxima, que é para 630 pessoas, até 15 de julho, segunda-feira da semana que vem. Só na região, 1,54 mil pessoas seguem acolhidas em abrigos públicos dois meses após as enchentes, segundo dados do governo do estado. Em todo o Rio Grande do Sul, são 4,7 mil . Critérios para seleção das famílias Se a família é monoparental (se possui filhos e apenas um dos pais) Se há idosos na família Se há pessoas com deficiência (PCDs) Se há gestantes na família Se há pessoas com transtorno do espectro autista (TEA) na família Número de membros da família Especificidades de cada família, a fim de assegurar o acolhimento adequado às mais vulneráveis Cidade provisória vai ser inaugurada em Porto Alegre Governo do RS/Divulgação Onde ficam os centros de acolhimento No total, o estado prevê cinco CHAs: três em Porto Alegre e dois em Canoas. Na Zona Norte da Capital, as estruturas ficarão no estacionamento do Complexo Cultural Porto Seco, no bairro Santa Rosa de Lima, que recebe os desfiles de Carnaval na Capital, e no Vida Centro Humanístico, localizado na Avenida Homero Guerreiro. Vida Centro Humanístico Cesar Lopes/PMPA Já na Zona Sul, a instalação ficará no Centro de Eventos Ervino Besson, no bairro Vila Nova, que geralmente é palco de eventos realizados juntamente com o município. Centro de Eventos Ervino Besson, na Zona Sul de Porto Alegre Cesar Lopes/PMPA Em Canoas, são dois centros de acolhimentos, que, somados, têm capacidade para receber até 1,7 mil moradores. O primeiro deles, já inaugurado, fica na Avenida Guilherme Schell, próximo da Refinaria Alberto Pasqualini (Refap). Centro Humanitário de Acolhimento - Recomeço, em Canoas Divulgação/ Governo do RS O outro local destinado aos afetados pelas enchentes é um campo do Centro Olímpico Municipal (COM). Ele deve ser inaugurado a partir do dia 22 de julho. Centro Olímpico Municipal de Canoas Júlio Fontes/Prefeitura de Canoas VÍDEOS: Tudo sobre o RS

FONTE: https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2024/07/10/primeira-cidade-provisoria-de-porto-alegre-sera-inaugurada-nesta-quinta-para-receber-desabrigados-por-enchentes-diz-governo.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Top 5

top1
1. Sandro Coelho

Mãe Campeira

top2
2. Joca Martins

Barulho De Campo

top3
3. Capitão Faustino

O Enterro do Nego Geada

top4
4. Mano Moraes

A Bala da Paixão

top5
5. Tranco Monarca

Onde Tem Rodeio

Anunciantes